sexta-feira, 15 de junho de 2012

Quando chega o dia de tirar o colete...

Oi meus queridos leitores! Aproveitando que hoje é sexta e portanto vocês tem o fim de semana inteirinho para ler bastante, vou colocar uma palinha do livro aqui! Aliás, este é um trecho que me faz chorar toda vez que leio ou me lembro deste dia tão emocionante. Quem quiser pode comprar o ebook e continuar lendo hoje mesmo, ou encomendar o livro papel e receber em alguns dias. Vejam como clicando aqui

O importante é que a verba dos meus direitos autorais das vendas dos livros são revertidas para o nosso querido e amado Projeto Escoliose Brasil. Temos muito o que fazer!!! Aliás, vocês já visitaram o site do projeto??? Então visitem, acabou de ficar pronto e está cheio de novidades: www.projetoescoliose.org

"Quando estávamos já saindo da sala, de repente, o Dr. Waldemar nos chamou de volta e pediu para olharmos bem a radiografia. Eu não estava entendendo absolutamente nada. Já estava praticamente na porta indo embora e ele me pede para voltar e analisar a radiografia?
— Julia, seu crescimento fechou! Você está vendo esse osso da bacia aqui? Ele fechou, indicando que você parou de crescer.
Juro, nem sei descrever o que senti. Eu não entendia nada de imagens de radiografia, mas sabia muito bem o que significava crescimento fechado para quem usa colete. Acho que até aquele momento da minha vida, era a melhor notícia que eu já tinha recebido. Comecei a chorar. Minha mãe nem conseguiu falar. Não conseguia acreditar que quando saísse dali já poderia ir sem o colete! Essa notícia ainda me parecia tão distante! Afinal, 14 anos ainda é fase de crescimento para a maioria dos mortais. Eu nem me importei com o fato de que seria baixinha para sempre, o que também não era novidade, considerando a altura do meu pai.
Dr. Waldemar completou:
— Você já pode tirar o colete. Mas, olha, só durante o dia por enquanto. Para seu corpo se readaptar aos poucos, precisa usar o colete para dormir durante mais um ano.
Não me importei nem de longe. O que era só dormir, depois de ter passado três anos usando 23 horas por dia? Nada! Uma cosquinha! Eu ia poder chegar em casa, deitar na cama normalmente, assistir televisão na posição que quisesse, usar roupas mais justas, sair com minhas amigas sem me preocupar, namorar, dançar, andar na rua sem me sentir um ET, ir à praia, andar a cavalo, e ainda por cima mudar de apelido, né? Finalmente!"


beijos em todos e um ótimo fim de semana com muita leitura de preferência!


3 comentários:

Vania Ribeiro Cecotti disse...

Oi Julia, tudo bem?
Quero te parabenizar pelo Site do projeto Escoliose, nossa ta muito bom!!tem muitas informações, assuntos que eu até desconhecia, fiquei muito impressionada como lá fora a escoliose é tratada com mais relevância.
Pena que por aqui as coisas engatinham ainda né?
Mas com essa garra que você e a Dr Patricia vêm
mostrando em prol da conscientização, em breve se Deus quizer e Ele há de querer!! A Escoliose vai ser tratada e com mais seriedade.
Estou muito feliz, em ver que seus objetivos estão se concretizando...Julia, voce vai longe minha amiga!!!

Uam grande beijo mais uma vez PARABENS!!!

Julia Barroso disse...

Oi Vania, o site esta muito bacana né? Que tem cuidado disso é o Hector, marido da Patricia, ele está fera!!!

Muito obrigada Vânia pela sua força de sempre. esse incentivo ajuda demais!!!!!

Como estão as filhotas?

bjs

Anônimo disse...

Oii, eu me chamo Isabela e tenho 14 anos também uso um colete para coluna e ja faz 1 ano e 2 meses e estou louca para tirar porque as vezes as pessoas me colocam apelidos que eu nao gosto e meu impede de fazer muitas coisas..

Postar um comentário