domingo, 26 de junho de 2011

Colete de Milwaukee na adolescência

Galera, não poderia deixar de compartilhar com vocês algumas fotos de um momento do qual tanto falo no livro: a minha adolescência usando o colete. 
Reparem só como a blusa de gola alta era minha fiel companheira (eu já até mencionei isso anteriormente). Só ela conseguia me fazer sentir menos vergonha de parecer um ser extraterrestre. Era com ela que eu ia para escola, para a casa das minhas amigas, ou para qualquer outro lugar do mundo. Mas sem ela, eu não sobrevivia, nem para dormir.

Encontro natalino com as amigas.

No mesmo encontro....
No mesmo encontro.....
Jantando com minhas amigas queridas....
Marina e eu na escola.
Na viagem para Minas Gerais com o pessoal da escola.
Nosso quarto no hotel. 
Em Minas....
Em Minas.....
Eu só sentava assim no braço do sofá....

28 comentários:

Camila disse...

Jú, que máximo!! Amei as fotos, estão muito boas!! Recordar é viver :) Vou procurar mais aqui em casa.
Amiga, you're the best! To LOUCA pra ler seu livro.. muito orgulho de você!
Milhões de beijos, Cá.

Anônimo disse...

Vou mandar as minhas na terca. Concordo com a Ca, recordar e' viver. O melhor de tudo e' saber q vcs fazem parte da minha vida há tanto tempo. Houve fases de mais proximidade ou mais afastamento, mas vcs estiveram sempre no meu coração. Um super beijo e um brinde ao nosso reencontro nesse momento tão especial! :) Tica'

Julia Barroso disse...

Meninas, amo vcs. Obrigada por fazerem parte da minha vida!!!!!

Recordar é viver total!!!

Menina Azul disse...

Oi Julia!
Acompanho a pouco tempo seu blog, mas temos muito em comum...
Ainda guardo meu colete, mas não tenho uma foto sequer usando ele.
E legal ver que vc curtia a vida normalmente, viajava e tinha amigos. Eu sempre tive muita vergonha.
E infelizmente usar ele foi o mesmo que não usar...
Abraços!!!
Anna, 5 meses e alguns dias de operada, 25 parafusos a mais na minha vida :)

Anônimo disse...

Filha querida, que bacana as meninas, todas amigas,todas juntas. Grandes amigas para a vida inteira. mami

Anônimo disse...

Ei, Julia! Muito bom ver esses flashs da sua vida... Eles contam um pouco da sua jornada, sempre falando de uma menina forte e determinada - o que me faz ter ainda mais vontade de ler o livro!!! Se não me engano a foto em Minas foi feita em Congonhas, estou enganada? Ethel

Julia Barroso disse...

Oi Anna, obrigada pelo recado aqui no Blog. Que bacana que você ainda guarda o seu colete. Eu te entendo, também morria de vergonha, tanto é que só usava gola alta, mas com certeza não deixei de fazer nada por causa dele.

Espero que se sinta melhor agora depois da cirurgia.

bjsss Julia

Nádia Lôbo disse...

BACANA, OS AMIGOS AJUDAM MUITO NESSA HORA, MEIO QUE PROTEGEM...A BIA QUERIA DOAR O COLETE,TEM COMO APROVEITAR,JULIA?? PQ ELE É FEITO COM AS MEDIDAS DA PESSOA,NÉ? SERÁ Q ELE PODE AJUDAR MAIS ALGUÉM?SE VC SOUBER DE ALGUM LUGAR Q ACEITE ME FALA.BJÃO/ ÓTIMA SEMANA QUERIDA!SEU BLOG É MASSA...

Julia Barroso disse...

Ethel, legal esses momentos né? Acho que as fotos dão uma melhor noção do que era conviver com o colete.
Foi em Congonhas sim...

bjsss

Julia Barroso disse...

Mãe, amigas para toda vida né??? Até hoje....

bjs

Julia Barroso disse...

Oi Nádia! Acho que talvez dê para reaproveitar o material dele! Temos que pesquisar isso né? Se souber de algum lugar te falo sim. Mas talvez se vc der uma busca no google talvez ache alguma coisa.

A Bia tirou o colete???

bjs

Nádia Lôbo disse...

Oi Júlia,bom dia! Ainda não tirou não,terá q voltar em setembro ainda para uma nova avaliação...vamos ver se desta vez tira...
Te agradeço, obrigada, vou ver sim se acho por lá!Bom fim de semana, bjãoo

Anônimo disse...

Julia,
nao é um comentario é uma duvida.
Eu terei que usar o colete.
Usar ele muito apertado encomoda muito?
O colar cervical atrapalha muito de mexer o pescoço?
bjao

Julia Barroso disse...

Oi Anônimo, você esqueceu de assinar rsrrsrsrs não tenho como te chamar pelo nome. Muito obrigada por visitar o blog!

Qual o colete que vai usar, o de Milwaukee?

Se for, não vou mentir. No início é difícil sim, como é muito apertado na barriga demora um tempinho para nos adaptarmos e acostumarmos. A parte do pescoço incomoda, mas você conseguirá mexer seu pescoço normalmente.

Mas olha, isso tudo vai passar rápido e quando menos esperar estará adaptada e ocolete será apenas um acessório.

Estou aqui se precisar de qualquer outra dica ok!

Muito boa sorte para vc.

beijos Julia

Anônimo disse...

Você já ouviu falar de Spinecor. É tipo um colete, porém são faixas. Será que pode substituir o colete convencional.
O site é http://www.spinecor.com/ ou http://www.scoliosissystems.com/
Quem sabe uma entrevista como você fez sobre o Clear Institute. Seria muito bom.
Obrigada
Márcia

Julia Barroso disse...

Oi Márcia, que bacana! Eu não conhecia não. Interessante. Não sei se substitui o colete de Milwaukee, mas seria mesmo muito legal uma entrevista com alguém para nos explicar melhor. Vou tentar!!!

Obrigada pela dica.

beijos

Anônimo disse...

Olá Nádia e Julia Barroso, lendo em seu blog sobre a doção de um colete de Milwakee, de sua colega Bia.
Gostaria de saber sejá fez a doação, a Altura, diametro da cintura dela, para a doação.
Mandarei contato para comunicarmos
Obrigado aguardo Resposta!
Marcelo!

Nádia Lôbo disse...

Olá Marcelo, boa tarde! Ainda não doamos não. A minha filha receberá alta do colete em dezembro. As informações sobre a altura e diâmetro da cintura te passarei por aqui mais tarde com exatidão, pois ela não se encontra em casa agora.
Meu e-mail: nadialobo13@yahoo.com.br
Abraço Marcelo,fique com Deus.

Beatriz disse...

Oi Marcelo ! Aqui é a Bia, filha da Nádia..
sobre a doação do colete , segue as informações :
eu tenho 1,56 de altura; 62 de cintura e 87 de quadril !
Beijão !

Anônimo disse...

Olá Nádia e Bia, Fiquei feliz em saber que vai receber alta do uso do Colete em dezembro, esta chegando!
Peço por favor que abra seu e-mail para voce para podermos entrar em contato para algumas informações que preciso.
Agradeço a atenção!
Aguardo sua Resposta!
Marcelo!

Nádia Lôbo disse...

Oi Marcelo,bom dia!Como vai?Vlw,obrigada pelo carinho... ficamos muito felizes.Não recebi seu e-mail, chegou a enviar??Aguardo contato!Abração!

Anônimo disse...

Graças a Deus bem, eu que agradeço a atenção, peço por gentileza que confime o e-mail, enviei novamente para mantermos contato.
Pensei que tinha tido algum problema com a alta do uso do colete da Bia, ou desistido da doação.

Muito Obrigado!
Aguardo Resposta!
Marcelo

Anônimo disse...

Boa Tarde Nádia Lôbo!

Por favor confirmar seu e-mail, já envie duas vezes e não consegui contato!

Muito Obrigado!

Marcelo!

Nádia Lôbo disse...

Oi Marcelo,td bem?Não recebi não, limpei minha caixa de e-mail,fiquei uns dias sem entrar,estava lotada,deve ter sido isso. Meu e-mail é nadialobo13@yahoo.com.br. , pode mandar tb para beatrizriboredo@yahoo.com.br . Vlw, aguardo contato. Abraço
Nádia Lobo

Anônimo disse...

Olá Nádia Lôbo, tudo bem?
Enviei e-mail para os dois contatos, por favor verificar, está tudo bem com a Bia, já recebeu alta do uso do colete?
Aguardo Contato.

Um Feliz natal a vocês!!!
Marcelo

Cinthia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
menina flor disse...

Olá Júlia!!!!
Adorei seu blog! Ainda não adquiri o livro mas está na minha listinha de compras! Parabéns pelo livro, pelo blog, pela coragem de contar sua história!
Também usei colete na adolescência, dos 13 aos 15 anos. Não precisei operar mas recordo essa fase como um período difícil, porém fortalecedor, pois sabemos como as dificuldades podem impulsionar nosso espírito_ ainda que não haja entendimento no momento.
Mais uma vez parabéns! Um abraço, Fabíola
OBS: Apareça no meu blog, será um prazer! (O próximo post será sobre essa fase, falarei do seu blog!) Abraço!
http://www.asomadetodosafetos.blogspot.com.br/

Julia Barroso disse...

Olá Fabíola, muito obrigada!!!

Vou entrar lá no seu blog.

beijos

Postar um comentário